domingo, maio 08, 2005



Rasteirado pela sangria e pelo coração, afogado em álcool, quase cego pelo fumo fui passando a mão não realmente pelo que queria mas mais pelo que aparecia. Quase só vazio ficou de noites por vezes inconscientes das boas novas que conheci apenas me consigo recordar de quem realmente sempre quis.

2 comentários:

Anónimo disse...

Isto não é um post profundo !!!

TRoTZ disse...

faço das tuas as minhas palabras. AH KEIMA!! ninguem devia morrer sem um dia ir à keima...