domingo, outubro 02, 2005



Deixei de passar aqui durante 1 mês e foi o suficiente para termos o blog desactualizado de tal maneira que parece que já passou muito mais tempo que o real, olhando para os posts em baixo há coisas que nunca são o que eram e ao contrário há coisas que realmente nunca mudam. No primeiro grupo temos o inevitável exemplo do futebol, na altura o Sporting ainda era invencível, o Porto ia passar à vontade a fase de grupos da Liga dos Campeões e o Benfica não ia fazer um ponto, o César Peixoto era o melhor lateral esquerdo a jogar em Portugal e o Ricardo era indiscutível no Sporting. Se há coisas que nunca mudam o Fábio e as suas lesões no braço, na perna, no joelho, no pescoço, no pé, nas unhas, no umbigo são um bom exemplo, o Luís e a sua vontade de ir para a borga aos sábados com o resto do pessoal a cortar-se também não mudou... além de outros episódios que não me ocorrem ou não tem grande interesse. Mas não deixaram de se passar coisas importantes e imprevisíveis neste espaço de tempo além de ser de esperar que o Mário Soares continuasse reformado, eu ainda não tinha cometido a falta inacreditável de me ter esquecido de forma imperdoável dos anos do Trotz, o Pedrão já é Senhor Doutor e eu estava longe de imaginar que ia voltar a uma festa do ciclo ou de estar tão perto dos Dzart como nunca antes estive (Ahahahahahahah grito + histérico que vocês me imaginam a fazer), obrigado Luís só tu para me proporcionares estes momentos inesquecíveis.
Agora que me estou a lembrar foi nesse dia que me foi barrada a entrada num bar pela segunda vez em 21 anos. Filh* da P*ta de gayzolas, barrado por um gajo todo vestido de preto com um cintinho branco ainda por cima num barzito que mais parecia um cafézito da esquina numa cidadezita, são estas coisitas que nos levam a pensar para que é que estes gajos nasceram? Para estar a porta de estabelecimentos onde as pessoas vão passar um bom bocado e em vez de serem simpáticos ainda se armam em chicos espertos, como se a nossa entrada lá fosse um favor que nos estivesse a fazer, esses porteiros com a mania estavam bem era com um tiro na nuca e bem embaladinhos naqueles sacos pretos do lixo a servir de combustível ali na Cimpor de Souselas que até nem poluiam o ambiente assim tanto como o fazem no seu habitat natural. Tem muitos homens dizia ele, devia estar todo contente o animal, pior o deles menos foi aquele que amealharam naquela noite. Bem mas é melhor deixar-me de histerismo e deixo aqui para a despedida este super mega fixe site dos Morangos com Açúcre com fotos do Zé Milho e para todas as canucas interessadas arranja-se a um bom preço o nº de telemóvel do Edmundo.


Até a volta!!

4 comentários:

Lia disse...

Oh shihan esses teus gostos andam realmente estranhos! D'ZRT?... ;-)

TRoTZ disse...

Ai k eu morro ... !

CuRTeS disse...

fora o cinto branco qual e o problema de andar td vestido de preto?....

Anónimo disse...

Se ainda estivesse vestido de branco com um cinto preto ...