quinta-feira, agosto 21, 2008


A transferência do defeso


Não não foi a de Ronaldinho pelo Milan ou do Cebola pelo Porto, muito menos a de Aimar ou de Reyes pelo Glorioso.

O seu nome é Teixeira, Mark Teixeira ou Tex como é chamado nas Américas “primeiro base” transferiu-se do Atlanta Braves para o Los Angeles Angels. 28 anos de origem portuguesa o “mais proeminente hitter disponível” New York Times, assinou um contrato que lhe vai valer 6,4 milhões de euros ano.

Podia eu acrescentar aqui mais um vasto rol de virtudes desportivas deste grande atleta se percebe-se minimamente alguma coisa do desporto que este pratica, mas ainda hoje lamento que não se aborde o que quer que seja nas aulas de educação física sobre basebol.


Começou no Texas Ranger (clube que por certo lhe trouxe muitas virtudes como homem e lhe proporcionou o insofismável título de Ranger) e chega agora à mais forte equipa de basebol do mundo. A sua transferência foi discutida em jornais, tv, rádio e internet por milhões e não precisou de nenhuma Nereida ou de conversa de asno para concretizar os seus intentos. (Isto é ganhar muita maquia a fazer o mesmo que fazia e o que sabe fazer melhor)

Sejamos justos Tex beneficia das regras do desporto americano, contratos de 1 ano ao contrário de certos escravos do desporto europeu e só por isso a par de viver na mesma terra que a Pamela Anderson já é uma sorte daquelas que só costuma bater à porta dos predestinados.

Fui

1 comentários:

Nimpo disse...

Força Tex!