sexta-feira, dezembro 26, 2008

Nos dias de hoje, em que os jogos de computador cedem cada vez mais aos avanços da tecnologia, tornando-se por esse motivo mais próximos da realidade, mas ao mesmo tempo bem mais enfadonhos e menos criativos para os utilizadores, aparecem pequenos oásis de genialidade e arrojo, como o é este caso.

O objectivo não podia ser mais simples, construir várias estruturas com as "goo balls", de forma a conduzir um número mínimo e pré-determinado das mesmas ao cano que as transportará e lhes abrirá novos mundos. Dividido em cinco capítulos, cada capítulo tem vários níveis, cada um com as suas características muito próprias, tornando assim a experiência e a abordagem sempre nova. Há ainda o "World of Goo Corporation", um espaço em que o objectivo é construir a torre mais alta usando as "goo balls" excedentárias que vamos ganhando em cada nível. Aqui entra a componente online do jogo, em que podemos competir com outros jogadores em todo o mundo pela torre mais alta.



Partindo de um conceito tão simples - a construção de estruturas seguindo as regras naturais da física -, remete Guitars Heroes e Gtas para o canto das banalidades. Estes irão ter, por certo, o seu lugar na história também, mas não o mesmo que cabe àqueles imortais clássicos que não cedem à inevitabilidade do tempo e ao aprimoramento da técnica. São este tipo de jogos que ainda hoje proporcionam inúmeras horas de diversão a gerações tão diferentes e, este World of Goo, é um jogo que imagino os meus trinetos no ano 2108 ainda a jogar.

"Innovative, addictive, and delightfully weird, World of Goo is a superb puzzle game."
Gamespot

A tentar aqui.

2 comentários:

Nimpo disse...

De facto, conseguirá bater o Prince of Persia como melhor jogo de sempre...???

Mariana disse...

A partida parece ser interessante. Tenho de comprovar =P