sábado, junho 27, 2009

A história repete-se!

Iran-elections-Woman-stan-005 Bem a propósito das recentes investidas aqui feitas sobre a China “popular”, nas últimas semanas, um dos principais bastiões de países que se julgam ainda no séc. XVI enfrenta uma revolução para os livros. A razão, como sempre, acaba de pender para o lado daqueles que acreditam na liberdade e igualdade como um direito inelutável, transversal a todos homens, independente de culturas, religiões, ou de regimes oligarcas, condenados, mais cedo ou mais tarde, a perecer sob o mesmo miasma daqueles que sonegam, sejam eles brancos, negros, amarelos, ricos, pobres, muçulmanos, cristãos, homens ou mulheres.

iran

*No ano de 2009, 70% da população iraniana tem menos de 30 anos, acede regularmente à grande aldeia mundial e, homens e mulheres continuam com deveres e direitos diferentes. As eleições de 2009, deram 80% de votos para um candidato, não muito diferente de um outro que as reclamou por fraude. O pretexto foi lançado para grandes manifestações de rua pedindo liberdade e democracia. A repressão foi rápida mas, o ponto a que se chegou, pode já não ter grande retorno. Os aitolas que se cuidem.

1 comentários:

Nimpo disse...

São culturas lol