terça-feira, abril 29, 2008

CURIOXIDADES QUÍIIIIMICAS - O Cabelo


Detesto sentir-me ignorante, principalmente sobre assuntos dos quais os meus conhecimentos e tempo dispendido durante estes anos me obrigariam por força do meu orgulho e do dinheiro dispendido dos meus pais saber um pouco mais.

Há cerca de duas semanas foi-me colocada uma questão de uma recente estudante de Bioquímica sobre o porquê de termos cabelos encaracolados ou lisos e a sua consequente explicação química.
Assumi logo a ali a minha ignorância e surpresa por nunca antes me ter perguntado sobre isso mesmo. Ainda avancei uma explicação generalista e revestida da maior probabilidade de veracidade que consegui encontrar no momento, no entanto a minha explicação não passou de mera retórica não respondendo ao cerne da questão.

Disse eu: “O cabelo é constituído principalmente por uma proteína, logo será por diferenças na conformação desta que deve residir a diferença.”

A verdadeira resposta não anda longe mas também nem por sombras próxima da minha desesperada tentativa de resposta. O cabelo é de facto constituído principalmente por um tipo de proteína designada queratina (não me ter recordado do nome da proteína configura-se para mim já um bom motivo para me submeter a uma qualquer prática de ascese), é também o principal constituinte por exemplo das unhas, do exoesqueleto dos insectos, escamas e carapaças de répteis uma vez que confere resistência e elasticidade.

A queratina como todas as proteínas é constituída por unidades mais pequenas que se ligam entre si que se chamam aminoácidos, a presença e quantidade de um destes aminoácidos – cisteína – é responsável por que se façam ligações entres as cadeias de aminoácidos e consequentemente que os cabelos sejam mais ou menos encaracolados. Resumindo quanto mais cisteína houver nas cadeias que constituem a queratina mais ondulados e encaracolados serão os cabelos.

Exemplo:


Fui

11 comentários:

Rock disse...

soberbo... um magnífico post... lol

Nimpo disse...

LOL

A Coisa Branca. disse...

LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL

Hercules disse...

Bem meu caro amigo shihan....lamento informar-te mas continuas com alguma ignorância sobre o assunto...

O que torna o cabelo liso ou encaracolado tem a ver de facto com a cisteína, mas não é propriamente pelo facto da sua existência ou não, mas sim com a maneira de como esta se encontra ligada à molécula de cisteína da outra cadeia de aminoácidos....

Ou seja, cisteína haverá sp....mas se esta tiver ligada entre si por pontes de dissulfureto o cabelo será encaracolado, ligação R-S-S-R....se não estiver ligada por pontes de dissulfureto, ou seja R-SH SH-R, o cabelo será encaracolado...

Se n me falha a memória é assim..

Tenhu dito...

Shihan disse...

De facto é necessário ter mais precisão nos factos relatados. Apesar da relação não ser devida directamente apenas a quantidade de cisteína existente se ela existir em maior abundância maiores são as possibilidades de ligação por pontes de dissulfureto, estando ela na forma oxidada para ocorrerem as ligações R-S-S-R. Daí que existam uma série de produtos para conferir ondas ao cabelo.

Zé do Pipo disse...

Eu axo k tem a ver com o gel k se põe no cabelo....kaunto mais gel puser....mais duro fica o cabelo....e por consequente ganha a forma k eu kizer...hihihihihihih.....Soindes uns palahços.....O Park Ranger k venha por odem...

Aleluia

Mariana disse...

LOLOLOLOL0

O que a Cisteina faz as pessoas... =)

Carla disse...

Cá está mais um testemunho comprovativo do quão saudáveis se podem tornar estas trocas de saberes e curioxidades que o ser humano experimenta =P

Estamos sempre a aprender! *

recente estudante de bioquimica disse...

pois é pois é .. desculpa mas continuas sem saber pq é que realment u cabelo é liso ou encaraculado .. xD
cm disest u cabelo é constituido por queratinas .. e esta proteina é formada em helice. esta helice é assegurada por ligações de dissulfureto (-s-s-) e sao estas ligações q sao as responçaveis pelo aspecto do cabelo .. e nao a quantidade de queratinas!.. assim nos temos cabelo ondulado ou liso dependendo das pontes hidrogenio estabelecidas na helice .. ou seja .. se temos ligações dissulfureto (s) ou grupo sulfidrilo (sH) !!
a bioquimica é tam b0nita xD

Shihan disse...

Minha querida para começar vou assumir que não leste tudo (falo do texto principal e dos seus comentários) e depois de ler tudo é preciso ler nas entrelinhas e até entendo que para ti nesta altura ainda isso te seja difícil.

Tudo o que referiste no teu comentário já foi dito aqui e como o nosso licenciado em química já pormenorizou a formação das ligações dissulfureto entre os resíduos de cisteína é fundamental para a questão em causa, sendo que por uma questão de lógica não existindo cisteína disposta na hélice não se poderiam dar as tais ligações.

A diferença em si está nas diferentes conformações que a proteína estrutural queratina pode ter. E sublinho queratina e não queratinas, percebo o conforto que te possa dar colocar o nome de uma única proteína no plural, mas se estamos aqui com rigor falemos com rigor e portanto em conformações diferentes de uma proteína chamada e torno a sublinhar queratina.

Não percas essa curiosidade sobre estes assuntos jovem estudante, que te podem levar a grandes descobertas pessoais. De qualquer forma não percas a noção das coisas mais importante do que decorar pormenores e chavões é perceber o que se passa o que te vai possibilitar que quanto se apresentar uma questão a tua frente que não saibas decor consigas entender o fenómeno e assim deduzir a explicação e facilmente chegar aos tais pormenores que diga-se de passagem é a parte a posteriori mais fácil.

Fui que estou com pressa.

Poker Coach disse...

Perhaps, I shall agree with your phrase