quinta-feira, abril 17, 2008

Esta semana voltei ao teatro passado tanto tempo que já nem me lembro da última vez que lá estive. A razão foi esta:

Os melhores sketches de Monty Phyton são a adaptação portuguesa por Nuno Markl dos clássicos sketches dos senhores do humor inglês da década de 70/80. Em palco estão os melhores actores da comédia nacional, José Pedro Gomes, António Feio, Bruno Nogueira, Jorge Mourato, e Miguel Guilherme. Como peixes na água, encarnam as clássicas personagens de uma forma simplesmente sublime e muito própria, transcendendo e criando uma nova vida aos bonecos originais. Não falta a referência à luta comuna, ao cherne Durão e à OTA. Magnífico o momento do espectáculo em que o actor Miguel Guilherme rompe pela plateia enquanto debita o seu incómodo pelas manias muito próprias do português.

Para quem não conhece os Monty Phyton, estes foram um grupo de humor inglês das décadas de 70/80. Criaram um género de humor completamente novo para a altura e hoje são considerados os pais do humor moderno. Situações completamente anárquicas, surreais, a desafiar o bom senso, paródias à morte, religião ou a raça fizeram com que estes senhores quebrassem as barreiras em que o humor estava encerrado e servem de inspiração para quem faz humor hoje em dia.

O espectáculo acaba com uma das suas músicas mais célebres que encerra a bonita mensagem "Always look on the bright side of life" (Olha sempre para o lado fixe da vida), do filme Life of Brian, onde o desgraçado Brian tem a infelicidade de nascer num palheiro como Jesus Cristo e acaba confundido com o próprio e crucificado, é nessa altura que os seus companheiros de crucificação entoam este belo tema.

A forma genial e única de encarar a vida por estes ingleses tem o seu expoente máximo no funeral de um dos Monty Phyton em 1989. John Clesse o mais conhecido dos 5 tem este discurso mirabolante encerrando depois o serviço funerário com a canção Always look on the bright side of life. (Vídeo em baixo com legendas em castelhano)


Para quem é apreciador do humor inteligente, corrosivo e sarcástico esta deveria ser uma peça a não perder, tão essencial como um pires de amendoins e tremoços a acompanhar uma bejeca.

Fui

3 comentários:

Nimpo disse...

LOL muito bom. ir ao teatro é uma experiência única!

Mariana disse...

Muito Bom!!!

Se gostarem deste tipo de humor não hesitem e vão ver esta hilariante peça! Aconselho...

Afinal, "Olha sempre para o lado fixe da vida" =)

Rui disse...

Monty Python é do melhor.