sábado, maio 10, 2008

Portishead :: Third

Os inventores do trip-hop, um marasmo de slow-tempo electrónica, jazz e dub, regressam, passados 8 anos, com um álbum que cumpre as espectativas. O álbum apresenta atmosferas de uma tensão agonizante, ácidas, misturadas com a voz hipnótica de Geoff Barrow. Transmite uma dor intensa, coerciva, como se fosse a soundtrack de uma vida perdida nos meandros de um relacionamento aterrador. Algures entre o experimentalismo electrónico de Radiohead e o industrial de Nine Inch Nails, existem vários momentos, por todo o álbum, dignos de admiração.

Rating: 7,5




3 comentários:

Shihan disse...

Música estranha esta.

Sara disse...

E pronto. Os USA tinham k vir com o seu "Quarantine". Cópia completamente absurda e colada ao Rec. Vejam http://www.youtube.com/watch?v=eNnZTMpZvNE

Nimpo disse...

ya... completamente repugnante essa indústria blockbuster. Já se fartam de copiar as obras primas asiáticas...