segunda-feira, janeiro 19, 2009

Outro Parvo no Meu Lugar.

Hoje morreu João Aguardela, mais conhecido como o vocalista dos extintos Sitiados, banda rock dos anos 90, responsável por êxitos musicais da nossa infância como: “Esta Vida de Marinheiro” e “Vamos ao Circo”.

Mais importante do que o circunstancial mórbido recordar do passado, será valorizar os talentos nacionais como João Aguardela. Este, personifica a batalha inglória do original contra o formatado; a sua constante preocupação em fundir a sonoridade universal do rock com a música tradicional portuguesa é um exemplo - como mais recentemente fez com o projecto Naifa, no reinventar do fado.



É quase incompreensível como nos deixámos apoderar por mediocridades importadas, continuando a menosprezar a boa música nacional. Felizmente a situação começa a inverter-se, muito devido à intervenção dos principais divulgadores músicais: as rádios, e hoje já temos exemplos magníficos de sucessos de massas com qualidade, como os Deolinda.

O atractivo e simpatia que nutro por estes projectos musicais deve-se em parte pela facilidade como comunicam de uma forma satírica e muitas vezes burlesca as preocupações e anseios da nossa sociedade. Não são Frank Zappas, Mikaels Akerfeldts ou Petruccis, não atingirão a imortalidade de Bach e o sucesso internacional de uns Beatles, não quebrarão barreiras como Pink Floyds, mas têm um lugar importante a ocupar no nosso canto e por todo o mundo onde se fala português; são a marca da nossa identidade e um povo sem uma identidade não pode ter personalidade.

Voltando ao início e resumindo tudo o que disse, os Sitiados explicam da melhor forma que existe tudo aquilo que tentei transmitir por palavras:


3 comentários:

Eduardo Almeida disse...

Já temos saudades Aguarela.

Luís disse...

Não deixemos que outro parvo ocupe também o nosso lugar. Aguardela nunca se resignou a lutar por um Portugal melhor e mais justo. Infelizmente em Portugal há cada vez menos Aguardelas, cada vez se respeita menos a cultura e a identidade portuguesa, são os mesmos que se queixam mas que dizem orgulhosamente que nunca votaram, ou pior, os que defendem os mesmos incompetentes que nos têm governado ao longo destes anos. Continuemos assim, os mesmo cordeirinhos satisfeitos com o nosso vida medíocre e desigual, há sempre quem esteja pior.

Tenham vergonha meus senhores!!!

O Shihan disse...

Tem razão ilustre Luís. Imagine que até havia aqui quem defendia que Portugal devia ser uma província espanhola, porque assim podiam ganhar mais ao final do mês... Não se assuste, não somos más pessoas, apenas uns idiotas.

Saudações.