quarta-feira, dezembro 30, 2009

Imperatriz Isabel de Portugal

La emperatriz Isabel de Portugal de Tiziano (1548) La emperatriz Isabel de Portugal de Tiziano (1548)

A mais bela de 2009, até ao momento e enquanto o desmentido da mais bela princesa portuguesa de todos os tempos, não for levantado.

Filha de D.Manuel I, cedo se viu obrigada emigrar para Espanha por vontade das cortes, para cumprir um sagrado casamento com Carlos I de Espanha, ou Carlos V, Emperador del Sacro Imperio Romano Germánico, como o extenso território sob sua alçada e sobranceria exigiam. O seu filho, Filipe, acabaria por vir a ser rei de Portugal, iniciando o triste episódio da perda de soberania Portuguesa, nas trapalhadas da sucessão para os seus vizinhos ibéricos.

Foram alguns os frescos deixados à história que confirmam os relatos da sua beleza. O que se apresenta é da autoria de Ticiano - artista veneziano ao serviço de Carlos V -, e tem honras de dar as boas-vindas aos visitantes do Museu del Prado, em Madrid.

O mais curioso deste retrato é este ter sido pintado depois da morte da Imperatriz Isabel, baseando-se o autor, num retrato da imperatriz destruído no incêndio do Palácio do Prado, em 1602. Acreditando tanto no talento de Ticiano, como na beleza de D. Isabel de Portugal, e com a falta de negativos à época, deixemos à actualidade a certeza da prova que em tempos Portugal foi sinónimo de uma beleza feminina maior, em consórcio com a mais poderosa e proeminente figura da Europa, pelo menos, até ao namoro de Merche Romero com o nosso airoso CR7.

 

Mesmo sabendo que nem tudo o que conta pode ser contado e nem tudo que é contado conta, um próspero 2010.

 

E um fraterno até lá.

1 comentários:

Nimpo disse...

Lol eu sempre desejei conhecer uma princesa portuguesa bonita, e essa DE FACTO é do bufo ...