sábado, novembro 22, 2008

Considerações neo-epopeicas sobre a Crise

(clicar para ver)

1 comentários:

O Shihan disse...

Crise, crise. A crise já é de todos, não só portuguesa como nos havíamos acostumado, é o resultado da usura do homem, da ganância por mais e mais, pelo muito no pouco tempo que temos.