quarta-feira, novembro 05, 2008

They Change!!

Lá acabou por ganhar aquele que todos os europeus gostavam que ganhasse. (Tirando um punhado de elites de ideologia destra, da craveira de Lobo Xavier, Pacheco Pereira e, Luís Delgado).

Para nós, quase que parecia óbvia a escolha entre um destes dois: sujeito de cor - com tudo de simbólico que daí advém -, simpático, dialogante, inspirador, com talento para o discurso, de ideologias idênticas ao que entendemos com o que se aproxima do bom-senso e, um avozinho veterano de guerra, defensor das mais valorosas actividades bélicas, sobre tudo o que é árabe, apoiado por uma Miss mentecapta, fanática religiosa da igreja dos fins dos tempos, membra de uma associação que luta pelo direito a uma arma em cada lar, que mostrou intenção de entrar em guerra com a Rússia – caso fosse necessário -, e de continuar a procurar petróleo em tudo o que é sítio, mesmo que esses sítios sejam reservas naturais.

Parece fácil, mas para os americanos nada é fácil, pelo menos para 46% de americanos - não terá sido bem assim, a democracia americana tem as suas características muito próprias -, que depois de Bush ainda tiveram o desmazelo de votar em Mccain - Pallin nestas condições.

Sou daqueles que não acreditam que Obama mudará por completo a América e muito menos a ordem internacional imposta por esta há anos, mas mudará por certo a face dos EUA, com tudo o que isso representa em termos de política externa (Teremos brevemente uma visita a Cuba? Venezuela? Irão? Não me admirava...), acho também que dos dois em discussão será o que está melhor preparado para enfrentar a crise económica que os afecta e nos contagia, apesar de, não se ter ouvido de nenhum dos lados qualquer referência ao essencial – a maioria dos americanos continua a viver acima das suas possibilidades, mas isso será outra história. Alegremo-nos do essencial, com Obama teremos de certeza um mundo melhor, e quase tudo se afigurava como melhor, depois do lunáticos e medíocres Bush, Cheney e Condoleza do Arroz.

Bye, Bye Suckers!!

Fui

3 comentários:

Nimpo disse...

O pormenor do Chuck Norris é delicioso, sem dúvida que não merece ser esquecido. Espero que, cada vez mais, a segurança em torno de Barack Obama esteja sempre no top, para evitar a agonia desse desgosto que todos, no seu interior, temem.

Anónimo disse...

Yes we can!

Carlos disse...

Mccain podia ser também um bom presidente, é um mal amado no partido republicano.