quarta-feira, setembro 03, 2008


Permitam-me o devaneio... apeteceu-me mesmo pegar no queridíssimo Microsoft Word e juntar umas palavras que passeavam soltas no pensamento... Fui buscá-las ^_^


Quando o mar se passeia e os sentidos descobrem o ser livre que nele habita, a mão esconde-se como rocha cansada e despida de sensações, o cheiro não cessa o paladar da fúria que insiste rastejar na areia, e enquanto o mar se apresenta sereno e imponente, uma luz desce nele e lhe conta ao ouvido o que observa dia após dia... Esta diz contemplar o seu brilho sedutor, a sua força silenciosa e o seu navegar acolhedor, a sua continuidade sem medida...
Findado o caminhar sossegado do soberano, por entre uma brisa incomum, ele depressa se manifesta na sua angústia, no seu ferido sentir de olhares que percebe, devastadores de uma singularidade egoísta.
Deixa-te cativar pela doçura que não evitas, pelo suspiro que provocas,
Não peças essa liberdade, nao te mintas,
Não te prendas, não te dês dessa maneira,
Porque no desejo de ficar te vais, porque na vontade de sentir, te escondes,
Apenas vive...
...vive o brilho que te reflete harmonia sedutora, conquista-te pela força que te sussura, liberta-te na imensidão desmedida que a cada dia te alimenta.
Porque não vives intensamente?


Fica a questão ilustres utilizadores... deixem-se levar por esta elevação da superfície das águas =P


cya*

4 comentários:

Nimpo disse...

Gostei muito! Parabéns! (é lamentável que tenhamos feito os dois posts ao mesmo tempo pois o teu merecia algum tempo no topo) : )

Shihan disse...

Falta-nos olhar mais para o pormenor e sublimidade de beleza das coisas que nos apresentam todos os dias pela frente que por tão embrenhados que estamos na nossa vida não reparamos, perdendo muitas vezes a oportunidade de desfrutar das formosuras desta nossa efémera existência.

Mariana disse...

Muito bem Carlita =) Inspira-te de novo a olhar aquela imensidão para que olhavas buscando o nada!

**

Anónimo disse...

Carla belo pensamento, belas palavras!
É verdade que todos os momentos da nossa vida deviam ser aproveitados ao máximo, mas nem sempre é assim...
O mar: bom/mau; alegre/triste; seguro/inseguro; perigoso/furioso/calmo/.../... reflecte muito de/em nós...
Viver intensamente, grande desafio... resta buscar as forças que ha, talvez no mar e nas coisas belas que nos rodeiam no dia-a-dia, e nas boas pessoas... Não é fácil, mas nao será impossíevel!
VIVER! A palavra chave...

Ups... ja me alarguei de mais :S
lool

Beijokas

Marisa F Cristina